Borboleta de restinga

A borboleta da praia ou borboleta da restinga é da espécie “Parides ascanius”, possui 10 cm de envergadura de asa, suas asas são pretas com faixas brancas, com pares de asas inferiores acrescentando vermelho e rosa em alguns indivíduos. Atualmente, a espécie é muito encontrada na região da praia de Atafona, município de Campos, Rio de Janeiro.
A “Parides ascanius” é endêmica em áreas de restingas do litoral norte fluminense. Na fase de lagarta alimenta-se da planta “jarrinha” vegetal da espécie “Aristolochia macroura”. A espécie sofre processo de extinção em virtude da especulação imobiliária.
As restingas onde vivem são ecossistemas arenosos e pulodosos, a construção de edificações diminui a propensão da planta “jarrinha”, e a lagarta que é monófaga, come apenas um tipo de alimento, fica sem fonte de alimentação. A formação de áreas de proteção ambiental é uma forma de mitigar o ritmo de extinção e proteger o ecossistema da espécie.
Na fase adulta, a espécie desenvolve uma defesa por ser implacável, ou seja, ao ser ingerida causa a morte do predador. O seu predador natural é a vespa “trycograma”, que parasita a borboleta em sua fase de lagarta.

fonte: www.faunaextinçao.blogspot.com

Tags:, , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *